FAMA MAGAZINE

Paulistana Paula Tooths, uma de muitas italo-brasileiras que largou o Brasil para apostar em uma carreira promissora em Londres.

paula tooths

Uma de muitas italo-brasileiras que largou tudo para viver em Londres, Paula, uma paulistana de 41 anos que nunca teve medo de trabalho e tem energia de sobra. Em uma entrevista descontraída e sincera, ela contou para nossa equipe um pouco de sua trajetória.

 
Cursou Direito, Ciências da Computação e Comunicação. Mas quem pensa que mesmo com essa quantidade de diplomas e com quatro idiomas na bagagem a vida foi fácil, se engana.
 
Começou estagiando em um escritório pequeno, mas logo conseguiu um emprego fixo na bolsa de valores. A oportunidade de trabalhar em um canal de televisão logo chegou. Morou na Austrália, onde dividia seu tempo como correspondente internacional para o canal BandNews e estudando Mídia, mas retornou para São Paulo para assumir a produção do canal BandSports que estava nascendo. Pouco depois,  virou coordenadora de orçamento de todo o grupo. Cobriu eleições, foi produtora do MissBrasil e produtora  executiva do BandFolia, entre outros vários eventos como o show do Red Hot Chili Peppers.
 
Com sede de mudança, queria ir para Barcelona, mas descobriu que havia um curso de Mídia Digital com vagas abertas em Londres e Nova Iorque. Resolveu fazer de maneira dividida – três meses em cada uma das metrópoles. Mudou  para o Reino Unido, mas antes mesmo de terminar a primeira parte dos estudos, sabia que era naquela cidade que queria viver.
 
Nunca parou de estudar. Cursou Literatura e depois, Marketing. Ela conta que começou a escrever sobre assuntos de outros cursos que fazia paralelamente como Homeopatia, Acupuntura, Nutrição e Meditação, como colaboradora em vários portais e acabou publicando livros de mantras, dicas e afirmações. Foi convidada a participar de workshops e também palestrou em muitos eventos.
 
“Penso que cada ser humano tem um chamado nessa vida e acredito com todo meu coração que o meu está na comunicação. Eu gosto mais de escrever do que de falar (embora eu seja tagarela) e chegou um momento em que meu filho precisava de mim, precisava ter uma mãe mais presente, e como jornalista eu conseguiria estar mais próxima do que quando estava em tour ministrando palestras, por isso foquei no jornalismo, mas vivenciei essa maravilhosa experiência com um público diferenciado.” afirmou.
 
Paula disse que a volta ao jornalismo na Inglaterra foi turbinada, o Reino Unido estava fervendo, muito conteúdo sobre o Brexit e não faltava assunto, porém, como trabalhava para uma agência de notícias, surgiu um convite há um ano para que ela fosse para os Estados Unidos escrever sobre cultura e implementar novas mídias. Aceitou o desafio e a tualmente mora em Miami.
 
Perguntada antes de encerrar a entrevista, se o céu é o limite,  sorrindo respondeu: “Nunca! Quando queremos, andamos uma milha extra, podemos ir além. Você faz seus limites”.
 
 
%d blogueiros gostam disto: