FAMA MAGAZINE

Mulher que acusa Neymar já esfaqueou ex-marido em 2014

A modelo de 26 anos Najila Trindade Mendes de Souza, que está acusando Neymar de ter cometido estupro, agrediu o marido com uma facada em 2014. Na época, o marido da jovem, Estivens Alves, deu entrada no pronto socorro por causa dos ferimentos, que teriam acontecido durante uma briga entre o casal.

A informação foi dada pelo Balanço Geral, da TV Record, que conseguiu acesso a um boletim de ocorrência. A acusadora de Neymar foi procurada pela polícia após as autoridades não conseguirem contatar a jovem. Em sua defesa, ela alegou que apenas se defendeu de uma agressão sofrida pelo marido.

Estivens, por sua vez, deu entrada no Pronto Socorro do Hospital do Campo Limpo, na Zona Sul de São Paulo. Ao longo da semana, Najila reafirmou que foi vítima de agreessão e que teria recebido ameaças de pessoas próximas à Neymar . A modelo também teve seu apartamento arrombado na última noite, o que deve fazer com que seu depoimento seja adiado.

Sem lesões

Procedimento padrão em casos de estupro, a modelo Najila Trindade foi encaminhada para exame de corpo de delito depois de registrar boletim de ocorrência por violência sexual contra Neymar na última sexta-feira (31). O resultado já é de conhecimento da Polícia Civil e o laudo não apontou lesões na genitália da suposta vítima.

O único ferimento detectado durante o exame foi em um dedo de Najila. Trecho de 66 segundos do vídeo gravado no quarto do hotel em Paris mostra a modelo dando tapas em Neymar.

O corpo de delito foi feito somente depois de instaurado o inquérito policial, procedimento que começou a partir do boletim de ocorrência registrado em 31 de maio, 16 dias após o primeiro encontro entre a modelo e Neymar. O resultado do laudo da polícia científica não repete o laudo confeccionado por um médico gastroenterologista durante avaliação particular de Najila no consultório dele, que fica no Hospital Albert Einstein. Na avaliação, ocorrida em 21 de maio, seis dias depois da data em que a modelo alega ter sido estuprada, foram verificadas lesões nas coxas e nádegas. Para o laudo privado, no entanto, Najila não havia passado por exames ginecológicos.

%d blogueiros gostam disto: