FAMA MAGAZINE

Apple alugará 10.000m² no futuro prédio mais alto de Londres

A expansão londrina da Apple não chega a ser nenhuma novidade: em 2016, já falávamos das intenções da Maçã de concentrar seus mais de 1.400 empregados na capital inglesa em um espaço único, como uma espécie de campus — atualmente, sua força de trabalho em Londres está espalhada por oito locais diferentes na cidade.

Agora, entretanto, os planos estão mais definidos: de acordo com o The Times, a Apple assinou contrato para alugar quase 10.000m² de espaços de escritório no 22 Bishopsgate, arranha-céu ainda em construção que, quando completado (em algum momento de 2020), será o mais alto de Londres, com 62 andares.

O prédio, seguindo as intenções da Apple, fica no espaço da antiga Usina Termelétrica de Battersea — sim, aquela que foi eternizada na capa do disco “Animals”, do Pink Floyd (seria interessante saber o que Roger Waters pensa sobre isso tudo, aliás). No ano passado, foi informado que a empresa estava considerando outras opções que não o local da usina por conta de atrasos no projeto, mas parece que as coisas acabaram se acertando.

Quando completado, o complexo na antiga Usina de Battersea ocupará 17 hectares e abrigará espaços residenciais e empresariais, além da maior pista de ciclismo de Londres. O 22 Bishopsgate, particularmente, terá algumas atrações turísticas, como um mirante de visitação gratuita no 58º andar (o mais alto da cidade, quando for aberto) e uma galeria de arte aberta ao público no seu andar térreo. Ou seja, pode-se dizer que a Apple estará em casa.

A Maçã, como de costume, não comentou o assunto, mas acredita-se que boa parte dos 1.400 empregados que transferir-se-ão para os novos escritórios fazem parte da equipe de desenvolvimento do Apple Pay. No seu novo lar londrino, a gigante de Cupertino será vizinha de outras empresas importantes, como as seguradoras Beazley e Hiscox, além da firma de advocacia Cooley.

Via UOL

%d blogueiros gostam disto: