FAMA MAGAZINE

Reino Unido compartilha muitas histórias de solidariedade em meio a quarentena

O coronavírus mudou drasticamente a maneira de viver de muitas pessoas pelo mundo. No Reino Unido a situação não é diferente. Com o fechamento de escolas e empresas, profissionais de saúde trabalhando duro, e prateleiras vazias dos mercados, além do distanciamento social, muito tem se falado sobre esta nova “maneira de se viver”.

Mas, entre sérios problemas que o mundo enfrenta hoje, e enfrentará depois da contenção deste vírus, há boas histórias para serem contadas. Pessoas que nunca imaginariam, neste momento, fazer algo de bom para o próximo, estão fazendo a sua parte, para que a quarentena do próximo seja mais amena.

Mais de mil grupos de voluntários foram criados para apoiar aqueles que, por viverem sozinhos, terão um isolamento mais difícil. Dezenas de milhares se ofereceram, segundo a BBC, para fazerem compras ou entregar remédios para os mais vulneráveis, em todo o país. Lojas em Wiltshire criaram um serviço de entrega gratuita para quem fica em casa.

Em Sherbone, Dorset, comerciantes lançaram um serviço que oferece entregas em domicílio, e o serviço de levar os cães para passear. Jules Bradburn, o organizador da plataforma, disse que já tem 60 pessoas voluntárias, poucas horas após o lançamento do projeto. Em Gosport, Hampshire, rolos de papel higiênico e lavagem das mãos foram oferecidos por um pub, para os moradores de rua.

Tony Fowler, leiteiro, disse que está entregando mais do que o leite habitual no bairro em que trabalha, para os que se auto-isolaram. Muitos de seus clientes têm mais de 70 anos, então ele oferece, além do leite, papel higiênico e lâmpadas. “É tratar de garantir que as pessoas estejam bem”.

O Constantine Bay Stores, em Cornualha, abre suas portas entre as 8 horas e 8 e meia da manhã, apenas para os nascidos antes de 1950. O proprietário, Christopher Keeble, diz esperar que isso dê mais “paz de espírito” para eles. Becky Wass, também de Cornualha, fez um cartão postal para as pessoas oferecerem ajuda, e viralizou nas redes sociais.

Assim como na Itália, crianças pintaram arco-íris para colocar em suas janelas, transmitindo esperança. E lares de repouso, que suspenderam as visitas, estão enviando para os familiares cartas de seus entes, informando como estão.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: