FAMA MAGAZINE

Chanceler Rishi Sunak anuncia medidas de apoio a trabalhadores autônomos no Reino Unido

Trabalhadores autônomos do Reino Unido que enfrentam dificuldades financeiras devido ao coronavírus deverá receber um pacote de apoio do governo. O chanceler Rishi Sunak apresentará as medidas em breve. As informações são da BBC.

Ele já estabeleceu planos para subsídios salariais de 80% para os funcionários mantidos pelos empregadores na semana passada. E o primeiro-ministro disse que deseja proteção semelhante para os freelancers. Mas Boris Johnson acrescentou que não pode prometer que o Reino Unido venceria o vírus “sem nenhuma dificuldade”.

Já são 475 mortos no Reino Unido através do covid-19, a doença causada pelo coronavírus. Sunak também afirmou que na semana passada o governo pagaria salários de até 2.500 libras por mês para funcionários mantidos pelo empregador, como parte de medidas “sem precedentes” para impedir a demissão em massa de trabalhadores.

O chanceler também disse que a elaboração de planos para ajudar estes trabalhadores é “incrivelmente complicada”. Adam Marshall, diretor-geral das Câmaras de Comércio Britânicas, disse: “Para muitas pessoas que viram seus negócios desaparecerem num piscar de olhos, coisas como pagamento de doença ou crédito universal simplesmente não são suficientes.

“Não precisa ser perfeito – precisamos apenas de um sistema”, disse ele ao programa Today da BBC.
John Healey, um instrutor de condução autônomo de Lancashire, disse: “Não precisamos de muito, apenas precisamos de algo.

“Mas, ao não fazer nada, simplesmente vamos ao muro”, disse ele ao programa Today.

Fontes do governo disseram também ter lutado para encontrar um meio de evitar pagar pessoas que não precisam de ajuda. O ex-ministro conservador da saúde, Steve Brine, disse também que a ajuda do governo para trabalhadores precisa ser universal.

Quando o Parlamento encerrou suas atividades até 21 de abril, devido à crescente pandemia, Johnson disse aos deputados: “Faremos o possível para apoiar os trabalhadores por conta própria, assim como abraçamos cada pessoa empregada neste país. Ele disse que há “dificuldades particulares” para freelancers que não estão no esquema Pay As You Earn (PAYE), mas que deseja obter “paridade de suporte” em toda a força de trabalho.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: