Coronavírus “leva de volta” bairro de Paris para a Segunda Guerra Mundial

Como todos sabemos, a pandemia de coronavírus mexeu – e muito – com a indústria do cinema. Mas, em Paris, uma situação muito inusitada aconteceu. É que lá estavam ocorrendo as gravações de Adieu Monsieur Haffmann, um longa que tem sua história contada no ano de 1942, época na qual a França, e sua capital Paris, estavam ocupados pelos nazistas.

Com o surto do vírus, e o anúncio de quarentena para toda a população francesa, a gravação precisou ser paralisada. E o set, que está localizado no bairro de Montmartre, nas ruas Berthe e Androuet, foi abandonado do jeito que estava. Ou seja, com casas, comércio e prédios no estilo que era nos anos 40. O que inclui elementos da ocupação nazista.

Assim, decorações tradicionais e propagandas de guerra nazistas fazem parte do dia a dia das pessoas que vivem no bairro, que precisam ter que lidar com um momento muito duro da história, até que a quarentena acabe, e o filme possa continuar a ser gravado, e o cenário, desmontado.

A França foi ocupada pela Alemanha Nazista em 1940. E, em momentos muito conturbados, viveu dias de domínio alemão até 1944, quando a partir de 6 de junho deste ano, o evento conhecido como Dia D iniciou o processo de libertação da França. Paris foi libertada no dia 25 de agosto de 1944.

Adieu Monsieur Haffmann, o filme que ocasionou esta situação inusitada, tem sua estreia prevista para o dia 20 de janeiro de 2021.

%d blogueiros gostam disto: