Feliz Páscoa! Conheça a origem e os significados desta data tão especial

Desde que nos conhecemos por gente, comemoramos a Páscoa. Trocamos ovos e chocolate, reunimos a família, e participamos desta data com muita alegria. Os religiosos, ainda por cima, lembram da ressurreição de Cristo, nesta data importante para católicos e evangélicos.

Mas, afinal de constas, o que significa a Páscoa? De acordo com o calendário cristão, a Páscoa é o evento final daquilo que conhecemos como Semana Santa. Os católicos, por exemplo, celebram a semana a partir da Quinta Feira Santa, com a Missa da Ceia do Senhor. Na Sexta Feira Santa, celebram a crucificação de Jesus, que morreu em expiação a todos os pecados da humanidade. E no Domingo de Páscoa, celebra-se a sua ressurreição, e o primeiro aparecimento a seus discípulos, que inaugura uma nova era para a fé cristã, e marca o início da Igreja, criada pelos apóstolos.

Ainda falando sobre o catolicismo, a Semana Santa é a última semana da Quaresma. Época a qual os fiéis devem permanecer em 40 dias de penitências e períodos de jejum. O dia da Páscoa foi estabelecido por decreto do Primeiro Concílio de Niceia (ano de 325 d.C), devendo ser celebrado sempre ao domingo após a primeira lua cheia do equinócio da primavera. No caso do Brasil, o evento é celebrado no outono.

No entanto, a Páscoa tem sua origem antes da morte e ressurreição de Cristo. Sua origem vem da época do povo judeu, nos tempos de Moisés, quando foram libertos do cativeiro no Egito, em aproximadamente 1280 a.C. O Pessach, ou Pesach, eram comemorados pelos antigos judeus na tarde do dia 14 do mês lunar de Nisan. Eles celebravam a data com uma refeição semelhante aos que seus antepassados fizeram nesta época de Êxodo, o Sêder de Pessach.

Assim, a palavra hebraica Pessach / Pesach, rendeu a origem do termo latim Pascha, que significa, “a passagem”. O que simboliza tanto a passagem do povo hebreu do Egito para a Terra Prometida, quanto a morte e ressurreição de Cristo, em sua passagem para o perdão dos pecados da humanidade.

Símbolos da Páscoa

Além destas representações religiosas, a Páscoa recebeu diversas influências de costumes e rituais pagãos, ou de outras religiões, diferentes do cristianismo. Temos, por exemplo, o Coelho da Páscoa, que é um dos principais símbolos desta época, sendo estampado especialmente em propaganda de ovos de chocolate. O coelho era, para os povos antigos, o símbolo da fertilidade e da vida.

O ovo, que também simboliza o começo da vida, é outro símbolo. Vários povos presenteavam os amigos com ovos, desejando a eles a passagem para uma vida mais feliz. Foi daí que surgiu, com o tempo, o costume dos ovos de páscoa, que damos de presente e consumimos hoje em dia.

Interessante, né? A Páscoa, no final de tudo, tem um único significado: a data traz a mensagem de ressurgimento e de amor à vida. A morte e ressurreição de Cristo garante a humanidade, a certeza de dias melhores, uma vez que Ele recebeu por nós todo o castigo pelos nossos pecados. O fim do cativeiro hebreu no Egito, significa a busca por dias melhores, em uma Terra Prometida, destinada para este povo.

E tanto o ovo quanto o coelho, lembram a todos do valor da vida. Por isso, nós da Fama Magazine, desejamos a todos uma Feliz Páscoa. E queremos dizer para você, nosso leitor, que continue valorizando a vida. Que esta mensagem de esperança siga firme em seu coração, ainda mais em dias tão difíceis como estes em que estamos vivendo.

%d blogueiros gostam disto: