Beyoncé doa 6 milhões de dólares para apoiar profissionais de ramos essenciais

A Beyoncé também busca fazer sua parte, na luta contra o coronavírus. A cantora decidiu apoiar os trabalhadores essenciais, profissionais que seguem em suas funções em dias de quarentena. Ela doará 6 milhões de dólares (aproximadamente 4.8 milhões de libras, ou 33 milhões de reais) para estes trabalhadores.

O dinheiro será revertido em kits de cuidados pessoais. E serão preparados em parceria com a BeyGOOD, fundação da cantora, com a UCLA, a Universidade da Califórnia em Los Angeles. Os pacotes contam “com recursos e ferramentas pensados para levantar os ânimos e acalmar a ansiedade e depressão”.

A iniciativa também oferece ajuda local em algumas cidades dos EUA, como Nova York, um dos locais que mais sofrem com a pandemia no país. Em um comunicado, a BeyGOOD explica os objetivos dessa escolha:

Nas nossas maiores cidades, os afro-americanos compõem um número desproporcional dos trabalhadores nessas ocupações indispensáveis. Eles vão precisar de apoio à saúde mental e cuidados com o bem estar pessoal, incluindo testes e serviços médicos, fornecimento de alimentos e entrega de comidas, tanto durante quanto depois da crise.

Para possibilitar isso, Bey se juntou ao fundador do Twitter Jack Dorsey, que também já havia feito uma parceria com Rihannae contribuiu pessoalmente com mais de R$5 bilhões para aliviar a crise mundial.

%d blogueiros gostam disto: