Itália registrou, pela primeira vez, mais altas do que doentes pelo coronavírus

A Itália, o segundo país que mais sofre com óbitos pelo coronavírus, ficando apenas atrás dos Estados Unidos, registrou uma boa notícia, mesmo em meio a dias tão difíceis. A Defesa Civil italiana, apesar de registrar nesta quinta-feira a marca de 25.529 óbitos, afirmou que, pela primeira vez, o país registrou mais altas do que novos casos com infectados.

Entre os dias 22 e 24 de abril, a Itália registrou 2.646 novos casos da doença, elevando, na ocasião, o total de infectados para 189.973. Na sexta o número subiu para 192.994. Mas, nesta ocasião, foram 2.646 novos casos registrados no país, contra 3.033 altas, que somaram 57.576 pessoas curadas no país. Hoje, já são mais de 60 mil italianos curados.

Outra notícia foi trazida na sexta. Autoridades italianas afirmaram que, nesta sexta, foram registradas mais 420 mortes no país, pelo coronavírus. Este número representa o menor número de óbitos diários, desde 19 de março. E o número de infectados segue recuando. Por cinco dias seguidos, chegando, desta vez, do número de 106.848 para 106.527, entre quinta e sexta.

Nesta sexta-feira, havia 2.173 pessoas em tratamento intensivo, menos do que as 2.267 do dia anterior, o que manteve um declínio duradouro. Dos infectados inicialmente, 60.498 foram declarados recuperados, mais do que os 57.576 do dia anterior.

A agência disse que 1,148 milhão de pessoas foram examinadas para se detectar o vírus, cifra superior aos 1,053 milhão de quinta-feira, em uma população de cerca de 60 milhões de habitantes.

%d blogueiros gostam disto: