Como se vestir adequadamente para reuniões em Home Office? Confira dicas úteis.

Trabalho em casa e reuniões à distância se tornaram realidade para boa parte dos trabalhadores, em todo o mundo. Como muitos estão trabalhando de casa, é normal executarem suas funções de maneira diferente as quais fariam, se estivessem no escritório. E isso envolve até a roupa que está sendo usada para o trabalho.

Mas, a roupa, mesmo em casa, segue sendo um item importante para o trabalho, mesmo remoto. Para o Pequenas Empresas, Grandes Negócios, a consultora de imagem Suely Chapiro explica que a roupa pode ajudar até na melhora da produtividade. “Isso não impede que a pessoa opte por algo mais confortável, que é até necessário neste momento, mas ainda assim precisa ser o mesmo estilo usado para ir ao trabalho”, afirma.

E, tão importante quanto trabalhar dentro de condições consideradas adequadas, o que você veste nas reuniões precisa ser levado em consideração. Por isso, veja algumas dicas úteis, para que você não participe de reuniões importantes vestindo pijama, regata, boné ou a camisa do seu time de futebol.

Veja as dicas, compartilhadas pela consultora Suely, na mesma reportagem acima mencionada:

Roupa transmite mensagem
Se o cliente ou a equipe estão acostumados a te ver vestido de determinada forma, a mudança brusca pode gerar desconfiança, segundo Suely. “Tenho percebido que as pessoas estão se desleixando e isso faz mal para a imagem do profissional e da própria empresa. Se o empreendedor começa a aparecer com camiseta puída, barba por fazer, o cliente pode passar a duvidar se a empresa vai continuar entregando o serviço da mesma forma que antes.”

No entanto, ela diz que pequenos cuidados adicionais relacionados ao novo cenário podem ser pontos positivos. Por exemplo, homens que costumam usar barba e que agora tiraram. “A imagem não se perde, continua positiva, e ainda passa essa mensagem subliminar de preocupação com o momento que estamos vivendo.”

Cuidado com o método “da cintura pra cima”
Em uma reunião virtual, o cliente só tem a visão do que é mostrado na tela. Geralmente, dos ombros para cima. Suely diz que a parte de baixo pode ser mais descontraída, com moletons, bermudas ou calça jeans, mas é preciso muito cuidado ao se levantar para buscar algo ou se arrumar na cadeira. “Se precisar se ausentar da reunião e a parte de baixo não estiver apresentável, lembre-se de desligar a câmera”, diz.

Faça novas composições
Suely sugere tentar novas composições com o que já está no guarda-roupa. A mesma camisa pode ser combinada com diferentes blazers e acessórios, por exemplo. “Esse momento não é de comprar nada. Tenho orientado às pessoas que aproveitem o tempo em casa para fazer uma revitalização do armário e criar mais looks com que o já têm. Já era tendência crescente repetir a roupa, trocando acessórios. Agora, isso é necessário – desde que a peça esteja impecável, é claro. Não precisa possuir tanta roupa, mas é bom cuidar do que se tem.”

Repense uniformes
A especialista diz que a regra vale de acordo com cada empresa, mas, no contexto atual, com todos em casa, é importante avaliar se a mensagem que será transmitida com o uso do uniforme será positiva. “Se puder, troque por outra camisa ou camiseta com as cores do uniforme. Isso mantém a identidade da empresa, mas é mais adequado ao home office.”

Roupas ajudam no controle da rotina
A especialista acrescenta que a prática de se vestir para trabalhar também pode ajudar o profissional a separar melhor o horário de expediente e o momento de descanso – uma das maiores dificuldades para quem passou a fazer home office neste momento.

%d blogueiros gostam disto: