Reino Unido anuncia programa de aceleração de empréstimos para pequenas empresas

As pequenas empresas do Reino Unido terão acesso a empréstimos 100% garantidos pelo governo. As medidas buscam diminuir as preocupações sobre o que foi já anunciado como medidas de contenção econômicas, devido a pandemia do coronavírus.

O chanceler Rishi Sunak disse à Câmara dos Comuns que o esquema começará na próxima semana, e oferecerá empréstimos de até 50 mil libras (aproximadamente R$ 350 mil), poucos dias após a aplicação. O objetivo é desbloquear acúmulos de verificações de crédito pelos bancos, já que há o medo de que muitas empresas podem fechar antes de conseguir o empréstimo.

Para obter o empréstimo, o interessado deverá preencher um formulário de autocertificação de duas páginas. Os termos do empréstimo dizem que nenhum reembolso de capital ou juros será devido por todo um ano. O governo pagará os juros por este período.

Bancos britânicos foram criticados por atrasos para liberarem empréstimos. Mas se defenderam, avisando que a culpa é da carga extra de trabalho. De acordo com os bancos, a falta de pessoal e o aumento da demanda gerou esta situação. Com o apoio do governo, elimina-se o risco de que o banco não recupere seu dinheiro emprestado.

Aos Comuns, Sunak explicou que o novo esquema de microcrédito ofereceria uma solução simples, rápida e fácil. Em comunicado divulgado em nome dos principais financiadores para pequenas empresas, incluindo Barclays e Lloyds, o órgão comercial UK Finance disse que “as boas-vindas às mudanças permitirão que os bancos forneçam financiamento às empresas mais rapidamente”.

%d blogueiros gostam disto: