Hospital britânico testa novo medicamento contra o coronavírus

Um novo medicamento desenvolvido por cientistas britânicos para tratar pacientes com covid-19 está sendo testado no University Hospital Southampton. Desenvolvido pela empresa britânica de biotecnologia Synairgen, ele está sendo feito à base de uma proteína chamada interferon beta, que o nosso corpo produz quando temos uma infecção viral.

Os resultados iniciais dos primeiros testes são esperados até o fim de junho. Atualmente, existem poucos tratamentos eficazes contra o coronavírus. E além disso, os médicos também dependem do sistema imunológico dos pacientes.

O interferon beta faz parte da primeira linha de defesa do organismo contra o vírus. Ele alerta o sistema, deixando-o na expectativa de um ataque viral. Richard Marsden, executivo-chefe da Synairgen, com sede em Southampton, explica que o coronavírus parece suprimir, com esta proteína, sua produção como parte de sua estratégia para evitar nosso sistema imunológico.

Como funciona o medicamento

O medicamento é uma formulação especial de interferon beta, entregue às vias aéreas, quando o vírus existe. Com isso, há a esperança de que uma dose direta da proteína provoque uma resposta antiviral mais forte, mesmo em pacientes com sistemas imunológicos já mais fracos.

O interferon beta, é usado, por exemplo, no tratamento da esclerose múltipla. Synairgen já demonstrou que esta preparação pode estimular a resposta imune nos pulmões de pacientes com asma e outras condições pulmonares crônicas.

Mas só será possível saber se tal medicamento funcionará em pacientes com covid-19 após um rigoroso teste clínico. De acordo com a BBC, 75 pacientes foram inscritos no ensaio clínico, como uma senhora, de 67 anos. Kaye Flitney, que luta contra a covid-19, inalará a droga por meio de um nebulizador, que irá penetrar o medicamento diretamente nos pulmões. Ela afirmou, também, que tomar o remédio não causou desconforto. “Você não percebe que está tomando até terminar”, disse. “Não é tão ruim. Eu podia me ver levando em casa.”

%d blogueiros gostam disto: