TUC diz que regras de trabalho pós-pandemia no Reino Unido são arriscadas

O TUC, Trades Union Congress, alertou, através de sua chefe, dos perigos de um projeto de orientação para retomar o trabalho no Reino Unido, durante a pandemia de coronavírus. Frances O’Grady, que lidera o grupo que representa os sindicatos do Reino Unido, explicou que não apoia o projeto, em seu “formato atual”.

Ela explicou que há “grandes lacunas” nos kits e protetores. Redução de áreas de trabalho e alternativas para o distanciamento social, onde não é possível lidar com esta questão, estão entre as medidas consideradas pelo governo.

O documento é um dos sete projetos de planos para aliviar as restrições antivírus no país. Ele pede, também, que os empregadores apoiem, com mais equipamentos, escalonando os horários de turno de maneira adequada, e maximizando o trabalho doméstico.

A orientação cobre todo o Reino Unido, mas os governos desconcentrados têm o poder de tomar suas próprias decisões sobre como as empresas podem voltar ao trabalho. Enquanto isso, na última segunda, o Reino Unido registrou a soma de 28.734 óbitos pelo coronavírus, 288 mortes a mais, de acordo com Downing Street.

Atualmente, são 13.258 pessoas em tratamento nos hospitais do país. E as internações diminuíram em número, assim como o número de UTIs em uso. Um aplicativo que rastreia contatos foi desenvolvido a fim de evitar uma segunda onda de coronavírus. Ele será testado nesta semana na Ilha de Wight.

%d blogueiros gostam disto: