Qualquer mudança no lockdown do Reino Unido “será bem modesta”, diz o governo

O primeiro ministro do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou que o governo terá “cautela máxima” ao considerar a redução das restrições do coronavírus. Johnson deverá anunciar planos para o bloqueio da Inglaterra no domingo, mas seus ministros insistem que mudanças de curto prazo nestas medidas serão bem modestas.

Dominic Raab, secretário de Relações Exteriores, explicou que as mudanças em relação ao bloqueio podem variar entre as nações. A Escócia, por exemplo, prorrogou sua quarentena. Enquanto a Irlanda do Norte explicou que “não há espaço” para facilitar o bloqueio. E o País de Gales deverá anunciar suas atualizações quanto ao bloqueio na sexta-feira.

A Escócia, País de Gales, e a Irlanda do Norte tem autonomia para tomar suas próprias decisões em relação aos bloqueios, e podem intensificá-los ou relaxá-los, conforme acharem conveniente. Sobre isso, o primeiro ministro disse aos líderes destas nações que está comprometido com uma abordagem em todo o Reino Unido para combater o coronavírus.

Mesmo que isso signifique que “partes diferentes do Reino Unido se movam em velocidades diferentes”. “Estas decisões serão tomadas com base na ciência de cada nação”, explicou um porta-voz em Downing Street. Nesta quinta (7), o Reino Unido registrou 30.615 óbitos pelo coronavírus. Um aumento diário de 539.

%d blogueiros gostam disto: