Coronavírus: Rastreadores de contatos começaram a operar na Inglaterra e Escócia

Rastreadores de contatos começaram a fazer os primeiros telefonemas para rastrear aqueles que foram instruídos a se auto-isolar por suspeita ou confirmação de coronavírus. O novo esquema de rastreamento teve início na Inglaterra e Escócia.

Os rastreadores enviarão mensagens de texto, e-mail ou irão telefonar para todos os que testaram positivo com coronavírus, e perguntarão com quem tiveram contato. Qualquer um desses contatos considerados com risco de infecção serão contatados, e instruídos a se isolar por 14 dias, mesmo que não demonstrem sinais da doença.

Quem já teve o vírus também deverão se auto-isolar. O objetivo desta medida é suspender as restrições gerais de bloqueio, e avançar para medidas mais localizadas. Assim, é possível avaliar casos isolados e específicos, permitindo que o país volte a funcionar em sua economia, e outras atividades.

O secretário de Saúde Matt Hancock disse estar confiante de que a “grande maioria das pessoas” participará do sistema voluntário. “Nesta guerra contra o vírus, no final estamos todos do mesmo lado e todos temos um papel que podemos desempenhar”, afirmou.

Os 25.000 rastreadores do NHS Inglaterra começaram com uma lista de 2.013 pessoas que testaram positivo para o coronavírus na quarta-feira. Mas, logo em seus primeiros dias, houve relatos de problemas no sistema. Sobre isso, dois parlamentares afirmaram que foram informados que o sistema não estaria totalmente operacional até o fim de junho.

Downing Street disse que o sistema de teste e rastreamento “melhoraria” com o tempo, mas rejeitou as sugestões de que o esquema foi lançado mais cedo. Mas Chris Hopson, executivo-chefe da NHS Providers, disse que os líderes de confiança do hospital estão questionando os riscos de uma aceleração. Facilitando o bloqueio sem a instalação de sistemas locais.

Rastreamentos e reaberturas no Reino Unido

Enquanto isso, o aplicativo que alerta automaticamente as pessoas que estiveram em contato com pessoas positivas para o vírus ainda está em testes na Ilha de Wight. A expectativa do governo é de que tal sistema seja implementado na Inglaterra nas próximas semanas.

O lançamento do novo sistema de teste e proteção da Escócia ocorre quando o primeiro-ministro Nicola Sturgeon anunciou uma flexibilização de algumas medidas de bloqueio a partir de sexta-feira.
A Irlanda do Norte já tem sua própria versão do programa de teste e rastreamento. E o esquema do País de Gales deve começar no início de junho.

Enquanto isso, outras 185 pessoas morreram em hospitais na Inglaterra após testes positivos para o Covid-19, outras 12 morreram na Escócia, houve mais 14 mortes no País de Gales e outras duas na Irlanda do Norte, que na semana, havia registrado zero mortes em um período de 24 horas. Os números de mortes em todo o Reino Unido em todos os cenários serão anunciados mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: