Cantora Dame Vera, a “voz britânica” da Segunda Guerra, morre aos 103 anos

Dame Vera Lynn, a voz que apoiou as tropas britânicas durante a Segunda Guerra Mundial, faleceu aos 103 anos. A cantora ficou famosa no Reino Unido, ao cantar sua canção We’ll Meet Again (nós nos encontraremos novamente) para as tropas que lutavam na defesa do país durante o conflito, e seu combate contra a Alemanha Nazista e as outras forças do Eixo.

Sua família disse estar “profundamente triste de anunciar o falecimento de uma das mais amadas figuras britânicas do entretenimento”. A família confirmou que ela morreu na quinta de manhã, cercado por seus familiares.

Seis semanas atrás, durante as comemorações dos 75 anos do “Dia da Vitória”, o feriado britânico que celebra a vitória aliada na Europa, Dame Vera disse que “simples atos de bravura e sacrifício podem definir uma nação”. Uma semana depois, ela se tornou a artista mais velha a ter um álbum dentro do top 40 do Reino Unido, batendo seu próprio recorde quando o seu “Greatest Hits” chegou nas paradas, em outra oportunidade.

Dame Vera vendeu mais de um milhão de discos com apenas 22 anos, também é lembrada por canções como The White Cliffs Of Dover, There’ll Always Be An England, I’ll Be Seeing You, Wishing and If Only I Had Wings.

We will meet again

E seu nome seguiu em evidência em 2020, após a Rainha Elizabeth, em seu discurso histórico sobre o bloqueio de coronavírus, citar sua música, ao falar para a nação. “Nós estaremos com nossos amigos novamente, nós estaremos com nossas famílias novamente, nós nos veremos novamente (we will meet again)”.

O Palácio de Buckingham disse que a monarca enviará uma mensagem de condolências particular para a família de Dame Vera. A filha mais nova de Dame Vera, Virginia Lewis-Jones, disse ter orgulho da diferença de sua mãe fez, por seu apoio na caridade. Ela lembrou do Dame Vera Lynn Children’s Charity, fundado por sua mãe, que apoia crianças com paralisia cerebral. A organização “sempre teve um lugar especial em seu coração”, lembrou.

Vida e carreira da “Forces’ Sweetheart”

Nascida em East Ham em 1917, Dame Vera já era reconhecida por seu talento em cantar desde criança. Aos 11 anos, ela deixou os estudos para perseguir sua carreira de dançarina e cantora. Em 1939, em uma pesquisa do Daily Express, ela foi escolhida pelos soldados como a “cantora favorita”, ganhando, assim, o apelido de “Forces’ Sweetheart”.

Boris Johnson também prestou tributo. O primeiro-ministro disse que o “o encanto e voz mágica da cantora encantaram e levantaram a moral do país em meio a dias escuros”. Ele também disse que “sua voz seguirá viva nos corações das gerações seguintes”.

%d blogueiros gostam disto: