Palavras cruzadas e crochê ajudam a recuperação de mulher de 104 anos curada da covid-19

Grace Greenwood pratica palavras cruzadas e crochê durante a pandemia de coronavírus. Mas, apesar desta ser uma das atividades praticados por aqueles que ficaram em casa durante o bloqueio, para ela, significa muito mais. Estas atividades, somada a um regime diário de exercícios, ajudam a senhora, de 104 anos de idade, a se recuperar do coronavírus.

Por quase três semanas Grace não conseguia sair da cama por ter dificuldades em respirar, em sua casa de repouso. Não foi preciso ir até um hospital, e está se recuperando da covid-19. Ela nasceu na Birmânia, foi enfermeira na Índia e foi para a Inglaterra em 1946, ainda como enfermeira.

“Ela estava doente há algumas semanas. A casa nos ligou e temíamos o pior, pois ouvimos que alguns moradores haviam morrido”, diz a neta Crystal Apollonia, uma maquiadora em Londres. “Mas quando ela descobriu que havia contraído coronavírus, ela não se incomodou!”

Ela é claramente feita de coisas fortes, que Crystal atribui ao otimismo e à determinação de sua avó em manter sua rotina diária de alongamento, além de resolver palavras cruzadas. Um vislumbre do passado de Grace revela exatamente o quão robusta ela teve que ser ao longo dos anos.

Crystal diz que Grace teve uma vida difícil, mas conseguiu fazer tudo por si mesma, incluindo trabalhar no turno da noite em um hospital de Londres, pois seus dois filhos pequenos permaneceram em tratamento por seis meses enquanto ela se estabelecia.

Uma vida de luta e poesia

Ela também sobreviveu ao câncer de mama em 1960, depois de insistir em remover o seio. Na época, uma mastectomia era uma operação bastante radical. Sua vida contou com muitas perdas, como a do mario e de uma filha. O filho de Grace, Adrian, a visitou recentemente no jardim da clínica – a uma distância segura.

Crystal não pode visitá-la quando quer, por causa das restrições. Além disso, Grace já tem dificuldades na audição. Então a comunicação ocorre por cartas, que mantém elas em contato. A senhora não tem interesse em aprender tecnologia moderna, preferindo escrever as cartas “à moda antiga”.

“Eu tenho todas as cartas dela em uma caixa. Ela tem uma escrita muito legal.” Crystal revela.
Grace escreve um verso de poesia por dia, que Crystal diz ser uma prova de sua positividade e força. “A idade é irrelevante às vezes. A razão pela qual a vovó Grace ainda permanece hoje é sua mente e alma.”

%d blogueiros gostam disto: