Procura por casas no interior do Reino Unido subiu 125% durante pandemia

Os sites de aluguel e compra de casas na Inglaterra registraram um novo movimento de retorno ao interior do país entre junho e julho. O aumento pela procura de casas fora das grandes cidades inglesas chegou a 125%. Indicando que a quarentena da covid-19 veio acompanhado da busca por mais tranquilidade e qualidade de vida.

Segundo o Daily Mail, nos últimos dois meses houve um aumento de 78% na consulta de pessoas que buscam casas no interior do país. Esse dado leva em consideração o mesmo período de 2019, época em que se inicia o verão no hemisfério norte.

Fuga da pandemia e maior qualidade de vida

Outro reflexo desse movimento, além da busca por qualidade de vida, é a reconfiguração do mercado de trabalho. Com as empresas adotando o home office permanentemente. No Reino Unido a expectativa é de que pelo menos 1 em cada 10 ingleses exerça seu trabalho sem sair de casa, o que, tecnicamente, o libera para trabalhar de qualquer lugar do país.

Os contatos dos moradores do centros urbanos em busca de casas em vilarejos aumentaram 126% entre junho e julho na comparação com o mesmo período do ano passado. O inverso, dos residentes interioranos em busca de casas na zona urbana, foi de 68%.

Em Liverpool, por exemplo, houve um aumento de 275% dos moradores em busca de uma casa no interior, mesmo movimento vivido em Edimburgo (+205%) e Birmingham (+186%). Mas em Londres a procura chegou a aumentar 144%.

Ainda assim, esses deslocamentos são pequenos, com as pessoas procurando regiões fora dos centros urbanos, mas não tão afastadas. Quem está em Londres, por exemplo, procura casas em Iver, que fica a menos de 40km da capital britânica. Ou quem mora em Edimburgo está atrás de propriedades em West Linton, a 27km de distância.

%d blogueiros gostam disto: