Reino Unido quer proibir compra de produtos originados de desmatamento ilegal

O governo do Reino Unido planeja criar uma lei para exigir que as empresas garantam que todos os alimentos e insumos importados não contribuam para o desmatamento ilegal. A proposta quer combater a perda de florestas tropicais associadas à produção de commodities como soja, óleo de palma, carne bovina, cacau, polpa ou papel, principalmente importados de países da América Latina, África e sudeste asiático.

O professor de economia da Universidade de São Paulo (USP) Celso Grisi afirma que a pauta de sustentabilidade é uma preocupação mundial e que cada vez mais toma os holofotes.

“A Inglaterra não é um país importador que possa representar uma tremenda perda para o Brasil. No entanto, para quem está tentando diversificar o mercado e fugir da dependência da China, não é interessante perder país nenhum”, diz.

Grisi reforça que o Brasil enfrenta dificuldades para combater o desmatamento, o que levou o governo a se debruçar sobre a pauta.  “Querem tudo dentro da regra, e é necessária uma produção agrícola com sustentabilidade, porque isso será exigência dos consumidores mundiais”, diz.

%d blogueiros gostam disto: