Restaurante no Reino Unido troca garçons humanos por robôs

No Reino Unido, um restaurante, batizado de Robotazia, chamou muito a atenção nos últimos tempos, principalmente por oferecer refeições mantendo o distanciamento social em decorrência do novo coronavírus. Isso é possível graças aos empregados do local, que são robôs.

Fundado por Mark Swannell, que passou cinco anos criando os robôs com material reciclado, o restaurante é considerado o primeiro com temática de ficção científica com esse tipo de atendimento do país. “Fizemos uma pequena exposição e tínhamos um pequeno café e uma garçonete robô. E a partir daí, o interesse foi tão grande que pensamos: bem, temos algo acontecendo aqui, vamos expandir isso para uma experiência gastronômica”, disse o criador à Associated Press.

Atualmente, o Robotazia conta com 10 trabalhadores humanos. No entanto, todo o trabalho de servir bebidas e pratos é feito por quatro garçons robôs que são encarregados de levar às mesas asas de frango, salmão e curry de carne.

Embora o local tenha conseguido operar graças aos trabalhadores não humanos, a onda crescente de casos no Reino Unido fez com que a demanda por restaurantes caísse nas últimas semanas. Mesmo assim, a ideia de um local que serve refeições sem contato é bastante interessante.

%d blogueiros gostam disto: