Economia cresce 15,5% no terceiro trimestre e Reino Unido sai da recessão

O Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido cresceu 15,5% no terceiro trimestre do ano – julho a setembro -, informa nesta quinta-feira (12) o Escritório Nacional de Estatísticas (ONS, na sigla em inglês). Com esse índice, o Reino Unido sai tecnicamente da recessão.

O tombo do segundo trimestre foi revisado para 19,8% e a queda do 1º trimestre foi revista para uma retração de 2,5%.

Embora o resultado do 3º trimestre reflita uma recuperação na atividade econômica, o PIB do Reino Unido está 9,7% abaixo do nível no final de 2019, comparou o ONS.

Na comparação com o mesmo trimestre do ano passado, o PIB caiu 9,6%, acrescentou o ONS, que afirma que diversos setores receberam impulso, inclusive construção.

No terceiro trimestre, a economia aproveitou a recuperação do consumo interno e do investimento empresarial, que ficaram congelados durante grande parte da primavera.

Em contrapartida, o mês de setembro dá sinais de desaceleração do crescimento, que subiu apenas 1,1% em relação ao mês anterior, abaixo do esperado mesmo antes das mais recentes restrições a empresas devido à Covid-19, ficando atrás de outros países em sua recuperação do choque da pandemia.

O Reino Unido passou de 50 mil mortes por coronavírus na quarta-feira, o número mais alto da Europa.

A economia britânica sofreu uma das maiores queda do PIB entre os grandes países. Economistas dizem que isso aconteceu porque as medidas iniciais de lockdown duraram mais do que em outros países e tiveram um impacto particularmente forte sobre serviços, setor que compõe 80% da economia britânica.

Em relatório divulgado em outubro, o FMI (Fundo Monetário Internacional) passou a estimar um tombo de 9,8% para a economia britânica em 2020.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: