Reino Unido deixa 2° lockdown com testes massivos e reabertura do comércio antes do Natal

O segundo confinamento nacional na Inglaterra chegará ao final do início de dezembro e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou hoje as linhas gerais de seu plano para deixar o lockdown na Inglaterra após esta data. Os britânicos poderão voltar a frequentar lojas, academias, cabelereiros e locais de culto, acompanhados de um sistema de testes em massa.

Boris Johnson tentou equilibrar as esperanças geradas pela tão aguardada chegada iminente das vacinas contra a covid-19 com uma atitude de cautela e testes massivos.

O premiê britânico apresentou o seu plano de inverno anti-covid que pretende, segundo ele, “proteger a população até a primavera [a partir de março no Hemisfério Norte], enquanto aguarda a chegada iminente da cavalaria científica [as vacinas]”.

Concretamente, isso significa a reabertura a partir de 2 de dezembro de todas as lojas, academias, cabeleireiros e locais de cultos não essenciais.

As atividades esportivas ao ar livre também serão retomadas e, pela primeira vez desde março, até 4.000 torcedores poderão retornar aos estádios nas regiões britânicas menos afetadas pela doença.

Os restaurantes e bares também poderão reabrir até as 23h em vez das 22h, o que significará um impulso para a economia britânica duramente atingida, à medida que os comerciantes se aproximam do período que antecede a temporada de férias.

No entanto, Johnson afirmou que “este não será um Natal como qualquer outro”. O plano do primeiro-ministro do Reino Unido prevê o retorno de restrições por região em três níveis mais rigorosos, a serem revelados na quinta-feira (26) e Johnson alertou que as famílias britânicas devem considerar todos os riscos antes de se reunirem.

%d blogueiros gostam disto: