William Shakespeare é o segundo a ser vacinado no Reino Unido

Margaret Keenan, de 90 anos, foi a primeira pessoa a receber nesta terça (8) a vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Pfizer/BionTech no Reino Unido, mas o segundo nome da fila chamou mais atenção: William Shakespeare. O idoso de 81 anos, homônimo do famoso artista inglês, virou assunto até nas redes sociais.

Em suas manchetes, os jornais locais brincaram: “The Taming of the flu” (A gripe domada), em alusão à obra “A megera domada” do poeta e dramaturgo britânico. Um usuário indagou se Keenan era a paciente 1A, então Shakespeare era o paciente “2B or not 2B?”, uma referência à frase de Hamlet “ser ou não ser” – do inglês “To be or not to be”. Outros disseram que a confusão com seu nome era “muito barulho por nada”, como ficou conhecida uma comédia do artista.

Ambos os idosos foram vacinados no Hospital Universitário em Coventry, em Warwickshire nesta manhã. Curiosamente, o local fica a apenas pouco mais de 30 km da cidade de Stratford-upon-Avon, onde o aclamado Shakespeare nasceu. 

Segundo o jornal The Sun, o homônimo de Shakespeare afirmou que passou o lockdown ao lado de sua esposa e “virtualmente trancado” o tempo todo, exceto para fazer compras em lojas locais. Com bom humor, ele ainda brincou que não está escrevendo nenhuma peça nesse período.

A etapa inicial da vacinação no Reino Unido começou nesta terça para pessoas do grupo de risco. Idosos moradores de asilos, seus cuidados e indivíduos com mais de 80 anos têm prioridade nesse momento. Cerca de 800 mil doses estão previstas para a primeira parte do programa. Ao todo, o governo britânico firmou um acordo para ter 40 milhões de doses, o suficiente para imunizar 20 milhões de pessoas – cerca de um terço da população do país.

%d blogueiros gostam disto: