Biden não pretende permitir viagens de Brasil, UE e Reino Unido, diz porta-voz

Não deve ser agora que os brasileiros voltarão a viajar aos Estados Unidos. Apesar da decisão do governo Donald Trump, o presidente eleito Joe Biden não pretende flexibilizar as restrições de entrada no país, afirmou a sua porta-voz na noite desta segunda-feira (18).

“Com a pandemia piorando, e mais variantes contagiosas surgindo ao redor do mundo, essa não é a hora de levantar as restrições às viagens internacionais”, afirmou, pelas redes sociais, Jen Psaki, escolhida para ser secretária de imprensa da Casa Branca do futuro governo, que começa na quarta-feira (20).

Segundo informações da agência Reuters, Trump pretende colocar o fim das restrições a maior parte dos cidadãos não americanos, o que inclui os que estiveram no Brasil, no Reino Unido e na União Europeia, valendo a partir do dia 26 — nesta data, no entanto, Biden já será o presidente dos Estados Unidos.

“Seguindo as orientações da nossa equipe médica, o governo não pretende flexibilizar essas restrições em 26 de janeiro. Na verdade, nós planejamos endurecer medidas de saúde pública nas viagens internacionais com o objetivo de mitigar a disseminação da Covid-19”, escreveu Psaki.

%d blogueiros gostam disto: