Pesquisa sugere que as variantes britânicas da covid podem ser mais mortais

Um estudo do governo britânico mostrou que as variantes do coronavírus encontradas no Reino Unido podem ser mais letais e infecciosas do que outras cepas. O estudo foi publicado no site do governo britânico em 11 de fevereiro e concluiu que a mutação do coronavírus britânico pode estar relacionada a um risco aumentado de morte e hospitalização.

A partir de segunda-feira, 15, os viajantes que chegarem ao Reino Unido terão que ficar em quarentena em hotéis para evitar a disseminação da nova variante do coronavírus no país. Segundo a Associated Press, as autoridades de saúde britânicas temem que a vacina fornecida pelo país não seja eficaz contra o vírus identificado na África do Sul.

De acordo com a Reuters, na manhã de segunda-feira, o governo da Nova Zelândia confirmou que o bloqueio de três dias anunciado por Auckland ontem foi devido à primeira detecção no país de uma variante do coronavírus britânico.
%d blogueiros gostam disto: